FORGOT YOUR DETAILS?

ESTUDO DO MÊS

ABRIL 2020

Comunicamos aos pastores e igrejas as orientações para o mês de abril de 2020, referente à Escola Bíblica Dominical para as classes de crianças, intermediários e adolescentes.

Em decorrência da suspensão dos cultos presenciais ocasionada pela pandemia do novo coronavírus          (COVID-19), as aulas serão veiculadas através do canal oficial da Igreja Cristã Maranata no youtube, através do link: https://www.youtube.com/igrejacristamaranataoficial?gl=BR.

O tema do estudo principal do mês é: “O Sangue de Jesus”.

As aulas têm como objetivo levar as crianças, intermediários e adolescentes a entenderem que através do sangue de Jesus alcançamos salvação, livramento e socorro para nós e nossa família.

Dia Assunto Texto Fundamental
07/04  e  09/04 - 16h (youtube) A Páscoa e a Nova Aliança Lucas 22:19-20
14/04  e  16/04 - 16h (youtube) Comunhão através do sangue de Jesus I Corintios 11:26
21/04  e  23/04 - 16h (youtube)
O fio de escarlata Josué 2:17b-18
28/04  e  30/04 - 16h (youtube) O Projeto de Deus através do sangue de Jesus Apocalipse 19:13

Tema: O Sangue de Jesus

1ª Aula: A Páscoa e a Nova Aliança

“E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o Novo Testamento no meu sangue, que é derramado por vós.” Lc 22:19-20 

O objetivo desta aula é mostrar às classes o verdadeiro significado da Páscoa e também, a nova aliança de Deus para com os homens, através do sangue de Jesus.

Introdução

Este mês vamos aprender sobre uma das doutrinas da igreja: “O Sangue de Jesus”. Mas o que são as doutrinas da igreja? São ensinos da Palavra de Deus que devemos guardar no nosso coração e praticar todos os dias da nossa vida. Eles nos fazem ficar fortes para vencermos todo o mal e nos conduzem à vida eterna.

Na nossa primeira aula vamos aprender sobre o sangue de Jesus através da páscoa e vamos ver que ele está presente na Nova Aliança que Deus fez com os homens. Aliança é um compromisso. É como no casamento, onde o noivo e a noiva fazem um compromisso de serem fiéis e de cuidarem um do outro.

Desenvolvimento

No Velho Testamento, a Bíblia nos fala que Deus fez uma aliança com o povo de Israel, para lhes dar salvação. Israel seria Seu povo e o Senhor seria Seu ÚNICO Deus. O compromisso do Senhor era de cuidar deste povo, não deixar nada faltar, livrar dos inimigos e o levar a Canaã, a terra prometida. O Senhor desejou que essa bênção chegasse também a nós, que não fazemos parte do povo de Israel. Mas como isso aconteceu?

Deus revelou para o povo de Israel que eles comemorariam várias festas durante o ano. Uma delas é a Páscoa, que é uma festa muito especial. Na Páscoa, o povo comemora o livramento de morte e a libertação da escravidão do Egito.

O Senhor deu todas as orientações para esta festa: cada família escolheria um cordeiro de um ano, sem mancha e sem defeito. Ele seria sacrificado, assado no fogo, seu sangue passado nos umbrais e vergas das portas das casas. As famílias comeriam o cordeiro com pães asmos e ervas amargosas.

À meia-noite, o Senhor passaria pelo Egito e, nas casas que houvesse a marca do sangue, não haveria a morte dos primogênitos. O sangue era o sinal e a garantia de vida (Êx 12: 5-23).

Naquela noite, tudo aconteceu como Deus falou. Todos os primogênitos dos egípcios foram feridos porque não havia a marca do sangue. Em suas casas houve muita tristeza. E nas casas do povo de Israel? Havia festa e alegria, pois a marca do sangue do cordeiro estava em suas casas. Foram livres da morte e saíram do Egito para a terra prometida por Deus.

Vocês já perceberam? O mundo não sabe a verdadeira história sobre a páscoa e o que ela significa. As pessoas trocam o cordeiro pelo coelho e o sangue pelo chocolate. Nós aprendemos que o sangue do cordeiro foi garantia de vida para Israel.

Mas o que representa o sangue do cordeiro? O sangue de Jesus derramado na cruz por amor às nossas vidas.

A Bíblia nos fala que, antes de Sua morte, Jesus desejou muito comemorar a páscoa com os doze discípulos. Jesus sabia que aquela seria a última páscoa em que estaria com eles. Imaginem como era especial esse momento! Então, Jesus chamou Pedro e João para prepararem a páscoa. Eles fizeram tudo como Jesus mandou.

Quando chegou a hora de comerem, Jesus se assentou à mesa com os doze discípulos. Ele pegou o pão, agradeceu ao Pai, partiu e lhes deu, dizendo: “Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim." Lc 22:19b.

O que Jesus estava ensinando? O pão representa o Seu corpo, pois Jesus daria a Sua vida, por amor a nós. Ele seria morto na cruz do calvário.

Depois, Jesus tomou o cálice com vinho e disse: "Este cálice é o novo testamento do meu sangue, que é derramado por vós.” Lc 22:20b. O vinho representa o sangue de Jesus derramado para nos dar a salvação.

Jesus falou com os discípulos de um novo testamento. O que significa testamento? Testamento significa aliança. Lembram? No Velho Testamento Deus fez uma aliança somente com o povo de Israel. Mas naquela última páscoa com os discípulos, Jesus estava falando sobre uma nova aliança, um novo testamento.

Essa nova aliança seria com todas as pessoas que cressem nele: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Jo 3:16.

Para termos uma aliança com Deus, precisamos crer que Jesus está vivo e valorizarmos o Seu sacrifício. Então, nós clamamos pelo sangue de Jesus, porque cremos que este sangue tem poder! Poder para quê? Para limpar nossos corações das coisas ruins, nos dar comunhão com Deus, nos livrar do mal e principalmente nos dar a vida eterna. Por isso, o clamor do servo tem que ser feito de todo coração.

Conclusão

Cada vez que clamamos pelo sangue de Jesus, Deus ouve e atenta para nós. O servo fiel clama com o coração cheio de fé, porque entende que este sangue tem um valor grandioso: é o sangue de Jesus que nos faz ter aliança com Deus.

Jesus é a nossa Páscoa! O sacrifício de Jesus é precioso para nós. É a nossa garantia de vida, nossa segurança até a saída deste mundo, para vivermos com Ele eternamente!

Louvores Sugeridos: Nova Aliança (144); Em breve estaremos na glória (195).

Tema: O Sangue de Jesus

2ª Aula: Comunhão Através do Sangue de Jesus

“Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha.” I Co 11:26

O objetivo desta aula é mostrar às classes que através do sangue de Jesus temos comunhão com Deus.

Introdução

Estamos estudando sobre uma das doutrinas da igreja (ensinos da Palavra de Deus): “O Sangue de Jesus”. Já aprendemos que o povo de Israel comemorou a páscoa e foi livre da escravidão do Egito. O sangue passado nas vergas e umbrais das portas das casas do povo de Israel representa o sangue de Jesus, que nos livra da morte eterna e da escravidão do pecado.

Vimos também que Jesus, antes da Sua morte, celebrou a páscoa com Seus discípulos e apresentou para eles uma nova aliança de Deus com os homens através do Seu sangue. Hoje vamos ver que, só através do sangue de Jesus, alcançamos comunhão com Deus.

Desenvolvimento

Jesus andou por vários lugares em Seu ministério anunciando o reino dos céus. Naquela época as estradas eram de terra e por isso muito empoeiradas. As viagens eram feitas a pé ou a cavalo e duravam um dia ou mais. Imaginem como a pessoa que viajava ficava cansada! Precisava de água, comida, tomar um banho e descansar. Muitos dos lugares por onde passava era deserto e não havia nenhum lugar para comprar o que precisava.

Então, quando o viajante chegava à uma cidade, era preciso que alguém o deixasse ficar em sua casa. Aquela pessoa lhe daria água para lavar os seus pés, alimento e um lugar para descansar (Hb 13:2). Certamente era uma grande alegria, uma bênção quando encontrava alguém disposto a ajudar!

Por certo, o viajante contava como foi a viagem, falava sobre sua família, o lugar onde morava. E o dono da casa também falava como era a sua vida. Assim, iam se conhecendo melhor. Por vezes, acontecia de ficarem muito amigos. Então, quando eles iam comer, o dono da casa oferecia do seu cálice para o viajante beber (cálice era o copo usado para tomar vinho).

Isso queria dizer, que estavam fazendo uma aliança, um compromisso de bons amigos. Assim, o viajante passava a fazer parte da família do dono da casa. Nos momentos alegres, um se alegraria com o outro, e nos tristes ou difíceis, um também estaria ajudando o outro. A partir dali eles teriam comunhão um com o outro, ou seja, estariam unidos, seriam amigos. Se importariam com o outro e procurariam sempre agradar um ao outro.

Da mesma forma, aconteceu com Jesus e os discípulos. Eles tinham comunhão. Durante três anos, Jesus esteve junto com os discípulos. Jesus os conhecia muito bem. Ele lhes deu ensinos maravilhosos sobre o reino dos céus. E como se sentiam seguros ao lado de Jesus!

Os discípulos também foram conhecendo melhor Jesus, sabendo o que fazer para agradá-lo. Eles queriam continuar vivendo ao Seu lado e tê-lo como melhor amigo. Junto de Jesus eles tinham paz, alegria, segurança, tudo o que precisavam.

Nós também precisamos buscar a cada dia ter comunhão com o Senhor Jesus. Sentir o Seu amor e ter a certeza que Jesus está conosco nos momentos alegres e também nos difíceis. Ele quer ser o nosso melhor amigo em todos instantes das nossas vidas!

O que fazer para alcançar comunhão com Deus? Clamar pelo sangue de Jesus, pedindo perdão dos pecados. Somente o sangue de Jesus pode limpar o nosso coração de todo pecado e nos fazer sentir que estamos pertinho, juntos do Senhor. Então, quando temos comunhão com Deus, sentimos vontade de orar, ler a Bíblia, cantar louvores, ir à igreja... “Mas agora em Cristo Jesus, vós que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto." Ef 2:13.

O clamor pelo sangue de Jesus não pode ser feito por obrigação, somente porque os pais ou outra pessoa nos disse. Mas fazemos porque sabemos como é maravilhoso estar em comunhão com Deus, sentir que Ele está presente em nossas vidas!

Mas se eu não tenho essa vontade? Ou se já tive e não tenho mais? É porque falta comunhão com Deus. Então, o que fazer? É preciso orar e Deus ouvirá, pois Ele nos ama e quer nos abençoar.

Esse foi o versículo que lemos no início da aula: “Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha.” I Co 11:26. Ele nos lembra daquele momento maravilhoso de Jesus, ceando com os discípulos na Sua última Páscoa. Eles estavam assentados à mesa, comendo do mesmo pão, bebendo do mesmo cálice. Ali, Jesus ensinava como era importante ter aquela comunhão não só por um tempo, mas todos os dias.

Agora, os discípulos tinham a missão de levar a Palavra onde quer que fossem. Quando estamos em comunhão com o Senhor, temos vontade de anunciar o amor de Jesus. Falar com as pessoas que estão ao nosso redor o bem que Jesus nos faz. Através do sangue de Jesus temos comunhão com Deus. Sentimos paz e alegria pois Ele está bem pertinho de nós.

Conclusão

Muitas pessoas acham que Jesus está morto, mas nós testemunhamos que Ele está vivo e bem pertinho de nós. Precisamos anunciar isso todos os dias, até Jesus voltar. O Senhor quer usar cada criança, intermediário e adolescente para que alcance comunhão com Deus e anuncie a todos que estão ao redor: Jesus morreu por nós e em breve vai voltar. Maranata, ora vem Senhor Jesus!

Louvores Sugeridos: É bom, é bom demais (53), Quero ouvir a tua voz (Meu querer) (40).

Tema: O Sangue de Jesus

3ª Aula: O Fio de Escarlata

“Desobrigados seremos deste teu juramento que nos fizeste jurar, se vindo nós à terra, não atares este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e se não recolherás em casa contigo a teu pai, e a tua mãe e a teus irmãos e a toda a família de teu pai.” Js 2: 17b-18

O objetivo dessa aula é mostrar que no sangue de Jesus temos livramento, socorro e salvação para nós e para nossa família.

Introdução

Durante todo este mês estamos estudando sobre uma das doutrinas da igreja (ensinos da Palavra de Deus), que é o sangue de Jesus. Essa doutrina está presente em toda a Bíblia. E vamos ver isso, no Velho Testamento, através do fio de escarlata. Escarlata é uma cor vermelha, viva e brilhante. Mas o que há de tão especial no fio de escarlata? Vamos descobrir através da história de Raabe.

Desenvolvimento

Raabe era uma mulher que não pertencia ao povo de Israel. Ela morava em Jericó, uma cidade cheia de pecado. Lá as pessoas não serviam ao Deus vivo, adoravam a outros deuses. Que tristeza!

Nos dias de Raabe, o povo de Israel já tinha saído do Egito e andado quarenta anos no deserto rumo à terra prometida. O Senhor havia dito que daria a Israel toda aquela terra, que era Canaã, mas para isso, teriam que conquistar algumas cidades. Josué foi o servo escolhido por Deus para estar à frente do povo de Israel após a morte de Moisés. Caberia a ele liderar o povo na conquista da terra prometida.

Jericó era a primeira cidade a ser conquistada após o povo ter atravessado o rio Jordão. Deus operou uma grande maravilha e abriu o rio para seu povo passar em terra seca. Agora, eles tinham que conquistar Jericó!

Mas como o povo de Israel iria conquistar Jericó? Eles precisavam saber direitinho o que fazer. Então, Josué enviou secretamente dois homens para espiarem Jericó. Afinal, não era uma cidade qualquer. Jericó era uma verdadeira fortaleza. Tinha muros enormes e tão largos que se podia construir casas em cima deles. A casa de Raabe era uma delas.

O rei de Jericó ficou sabendo que dois homens (os espias) do povo de Israel estavam na terra de Jericó. O rei e as pessoas de Jericó ficaram com muito medo. Sabem por quê? Porque eles já haviam escutado sobre as grandes maravilhas que o Senhor havia feito por Israel e como abriu o Mar Vermelho para o povo passar.

Então, o rei mandou que procurassem os espias e eles não tinham onde se esconder. Sabem o que aconteceu? Raabe os escondeu no telhado de sua casa. Já era noite. E antes que eles dormissem, Raabe foi conversar com eles.

Olhem bem: Raabe sabia que Deus havia dado aquela terra ao povo de Israel e que sua vida estava em perigo (Js 2:9). Por isso, ela pediu que, quando eles voltassem para conquistar a cidade, a sua vida e a de seus familiares fossem salvas. Raabe pediu aos espias um sinal que não deixasse dúvida nenhuma que ela e sua família seriam salvas.

Aqueles homens concordaram e disseram: “Desobrigados seremos deste teu juramento que nos fizeste jurar, se vindo nós à terra, não atares este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e se não recolheres em casa contigo a teu pai, e a tua mãe e a teus irmãos e a toda a família de teu pai.” Js 2:17b-18. Raabe também não poderia contar a ninguém sobre aquele trato. E ela disse: “Conforme às vossas palavras, assim seja.”.

Então os despediu, e os espias desceram pela janela de sua casa e se foram. E Raabe atou o cordão de escarlata à janela de sua casa (Js 2:21).

Quando Josué viesse com seu exército para conquistar Jericó, vendo eles o fio de escarlata, a casa seria poupada e todos que nela se abrigassem seriam salvos. Era tão simples e ela não duvidou. Fez exatamente como eles disseram. Raabe colocou o fio de escarlata, reuniu toda a família e aguardou a bênção do livramento.

Esse era um segredo que só Raabe e o povo de Deus sabia. Certamente as pessoas da cidade de Jericó que passavam por ali, viam o cordão, mas não tinham ideia de como era importante aquele fio de escarlata.

Assim são as pessoas no mundo hoje. Ouvem falar de Jesus, que Ele morreu na cruz, mas não abrem o coração para a Palavra de Deus e não descobrem o segredo do poder do sangue de Jesus, que este sangue salva e dá vida eterna. Mas este segredo foi revelado a nós. Que maravilha!

Tudo que havia em Jericó foi destruído. Ninguém daquela cidade foi salvo, apenas Raabe e os que estavam em sua casa. E isso por quê? Porque havia um sinal na sua casa. O sinal estava na sua janela: era o fio de escarlata. Quando recebeu o cordão, Raabe creu e colocou-o na janela da sua casa. O fio de escarlata foi a salvação para ela e sua família.

O segredo da nossa salvação é o poder que há no sangue de Jesus. Precisamos crer e clamar pelo sangue de Jesus que é poderoso! Este sinal precisa estar em nossos corações e mentes. Deus operará em nossas vidas e também abençoará as nossas famílias, como fez com Raabe.

Clame pelo poder do sangue de Jesus e peça a Deus para guardar a sua vida e de sua família: ao sair, quando vier um perigo, quando estiver triste e até mesmo chateado com alguma situação, quando houver sentimentos e pensamentos ruins, na enfermidade. Nos momentos bons também peça para que Deus continue abençoando a sua vida e de sua família. O clamor pelo sangue de Jesus deve ser constante na vida do servo fiel.

Conclusão

Que bênção maravilhosa! Nós também não somos merecedores de nada. Mas o poder do sangue de Jesus é o grande sinal que tem nos livrado da morte. Deus é misericordioso para nos salvar e já aprendemos: somente pelo poder do sangue de Jesus é que alcançamos vida eterna!

Louvores Sugeridos: A Raabe veio a ordem (202); O fio de escarlata é o mistério (203).

Tema: O Sangue de Jesus

4ª Aula: O Projeto de Deus Através do Sangue de Jesus

“E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.” Ap 19:13

O objetivo desta aula é mostrar o valor da salvação de Deus através do sangue de Jesus. O objetivo desta aula é mostrar o valor da salvação de Deus através do sangue de Jesus.

Introdução

Este mês estamos aprendendo sobre uma das doutrinas da igreja (ensinos da Palavra de Deus), que é: “O Sangue de Jesus”.

Já aprendemos que o sangue de Jesus está presente em toda a Bíblia. No Velho Testamento, vimos isso através da páscoa e do fio de escarlata. Hoje vamos ver que o propósito de Deus em revelar Jesus em toda a Bíblia é nos mostrar que só o sangue de Jesus pode nos dar salvação.

Desenvolvimento

O texto que lemos fala de uma visão maravilhosa que o apóstolo João teve quando estava na Ilha de Patmos. João foi um dos discípulos que seguia a Jesus em Seu ministério. Ninguém lhe contou, ele mesmo viu milagres, curas, ressurreições, libertações e a salvação que Jesus operava. E João sempre buscou estar bem pertinho de Jesus.

Depois da morte e ressurreição de Jesus, João continuou a pregar a Palavra de Deus. Por isso, foi perseguido e levado preso para a ilha de Patmos no mar Egeu, na Ásia. Esta ilha existe até hoje. Uma ilha é cercada de água por todos os lados, não é mesmo? Então, como João era um prisioneiro, não tinha como ele sair de lá.

Naquele momento tão difícil, preso, bem velhinho, longe da família e amigos, João continuou amando e crendo em Jesus da mesma forma. Por isso, certo dia, aconteceu algo muito especial: o Senhor o arrebatou em espírito e o levou até a eternidade. Lá ele viu e ouviu coisas que certamente nunca poderia imaginar. Jesus disse para João escrever num livro tudo o que ele via, pois queria que Seus servos também soubessem como a eternidade é linda! (Ap 1:11).

Prestem bem atenção nas maravilhas que João viu: um grande trono branco, a cidade de ouro puro, o muro de pedras preciosas. João viu que lá não haverá noite, nem sol e lua. Sabem por quê? Porque o Senhor é quem ilumina a cidade. Ainda viu que na eternidade não haverá tristeza nem dor, somente alegria e louvor. João ouviu milhões de anjos cantando, louvando ao Senhor! Certamente João ficou muito feliz, nem importava mais o sofrimento que ele vivia na ilha de Patmos (Ap 5:20-22).

João também viu alguém especial. Em suas vestes está escrito REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES. Era Jesus! (Ap 19:16b).

Naquele momento, João não estava vendo mais aquele Jesus que esteve aqui neste mundo, mas agora, na eternidade, João via Jesus de cheio de glória e majestade! Aleluia!

Perceberam? Jesus estava na eternidade, este lugar maravilhoso, onde milhões de anjos louvavam o Seu nome. Mas, Jesus deixou toda a Sua glória e veio a este mundo para nos dar a vida eterna. Que maravilhoso é este amor!

Nas vestes de Jesus ainda havia um detalhe muito importante: elas estavam salpicadas (respingadas) de sangue. Por quê? Porque Jesus foi o único que derramou o Seu sangue por nós. Ninguém mais poderia nos salvar.

João viu o segredo da eternidade: o sangue de Jesus. Nós só podemos ter salvação através do sangue de Jesus! Muitas pessoas não entendem este segredo, pois pensam que a vida de Jesus e a Sua morte são somente uma história. E que tudo acabou na cruz.

O Senhor tem revelado este segredo aos Seus servos que verdadeiramente creem que há poder no sangue de Jesus. Alguns podem perguntar: “Qual poder que há no sangue de Jesus”? Quando oramos, clamando pelo sangue de Jesus, o Senhor tem poder para perdoar os nossos pecados. Tirar as coisas ruins das mentes e corações, nos livrar de todo mal, dar solução aos nossos problemas e acima de tudo, nos dar salvação.

Porque só Jesus venceu a morte. Ele ressuscitou e está vivo. Aleluia!

Às vezes até ouvimos pessoas dizerem por brincadeira: “Sangue de Jesus tem poder”. Mas o servo do Senhor, clama pelo poder do sangue de Jesus e tem a certeza, a confiança de que Deus vai operar na sua necessidade. Então, quando você estiver em uma situação difícil, na escola, em casa, nas ruas ou em qualquer outro lugar, clame pelo sangue de Jesus e creia que Deus agirá em seu favor!

Conclusão

O mundo pode até tentar nos apresentar outros salvadores, falsos ensinos para nos desviar da verdade. Mas a Palavra é clara: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” At 4:12.

Hoje, temos nos alegrado e louvado a Deus por conhecermos este segredo maravilhoso que há no sangue de Jesus. Por isso que precisamos valorizar o sacrifício de Jesus na cruz, crendo e praticando o clamor pelo sangue de Jesus nas nossas vidas.

Sugestões de louvores: Clama, ó igreja (10); Jesus Cristo é o amado (48).

© 2019 Instituto Bíblico Educacional Maranata. Todos os direitos reservados.

TOP