Estudo do Mês

Junho 2021

Comunicamos aos pastores e igrejas as orientações para o mês de junho de 2021, referentes à Escola Bíblica Dominical para as classes de crianças, intermediários e adolescentes.

Em decorrência da suspensão das reuniões presenciais das Crianças, Intermediários e Adolescentes, ocasionada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), as aulas serão veiculadas através do canal oficial da Igreja Cristã Maranata no YouTube, através do link: https://www.youtube.com/igrejacristamaranataoficial?gl=BR.

Tema do mês: “A Família”. 

As  aulas têm como objetivo ensinar nossas crianças, intermediários e adolescentes a valorizarem a família, levando-os a testemunharem do Senhor para seus familiares.

Clique aqui para assistir as aulas pelo canal oficial do YouTube

Dia Assunto Texto
06/06 - 16h (YouTube) Família, projeto de Deus
G:enesis 24:4
 10/06 - 16h (YouTube) O poder de Jesus no meio da família Marcos 5:41-42a
17/06 - 16h (YouTube)
A família de Moisés Hebreus 11:23    
24/06 - 16h (YouTube) A família no tempo do breve Êxodo 10:22-23

 

Para Classes de Crianças de 3 a 7 anos

Tema: A Família

1ª Aula: Família, projeto de Deus

“Mas que irás à minha terra e à minha parentela e daí tomarás mulher para meu filho Isaque.” Gn 24:4 

O objetivo desta aula é mostrar que a família é um projeto de Deus, e devemos guardar nos nossos corações o que a Bíblia nos ensina sobre ela. 

Introdução

O mês de junho é separado pelo Senhor para orarmos pelas nossas famílias. A família é um projeto de Deus. Sabem o que isso quer dizer? Que foi Deus quem criou a família. Quando Deus criou o homem, Ele viu que não era bom que o homem vivesse sozinho. Então, Ele criou a mulher para estar junto do homem. Foi assim que Deus estabeleceu a família e os abençoou. Vamos ver hoje como Deus abençoou a família de Abraão e de seu filho Isaque.

Desenvolvimento

Vocês se lembram de Abraão? Ele teve um filho chamado Isaque. Certo dia, Abraão chamou Eliezer, que trabalhava para ele, e pediu que fosse buscar uma noiva para Isaque no meio da sua família. Eliezer fez conforme Abraão lhe ordenou. Viajou até Harã, onde os parentes de Abraão moravam. Chegando ali, Eliezer orou para que Deus lhe ajudasse a encontrar a moça para se casar com Isaque. Aquela que desse água a ele e aos seus camelos seria a escolhida.

Antes mesmo que terminasse de orar, Eliezer viu a jovem Rebeca vindo buscar água na fonte e lhe pediu um pouco de água. Ela logo lhe deu água para beber e também aos seus camelos. Rebeca era neta de Naor, irmão de Abraão. Que maravilha! Era da mesma família. 

Rebeca correu e contou para sua família tudo o que havia acontecido e seu irmão, Labão, disse a Eliezer: “Entra em nossa casa, bendito do Senhor”. Eliezer entrou ali, entregou presentes, e contou tudo sobre Abraão e Isaque. Então chamaram a Rebeca e perguntaram: “Você irá com este varão para se casar com Isaque?” e ela respondeu: “Eu irei”. Rebeca não teve dúvidas, ela estava decidida. 

Isaque e Rebeca se casaram e foram fiéis a Deus todos os dias das suas vidas, por isso o Senhor os abençoou grandemente. Glória a Deus!

O mundo tem trazido muitos ensinos que não são conforme a Palavra de Deus, inclusive sobre a formação da família. Muitos querem substituir a família que Deus criou (homem e mulher) através de ensinos errados. Mas quem conhece a Palavra de Deus não é enganado. 

Conclusão

Deus quer abençoar as nossas famílias. Que possamos ser filhos obedientes e que possamos testemunhar do poder de Deus dentro das nossas casas.

Neste mês em especial, vamos orar por nossas famílias, para que o Senhor as preserve na Sua presença, salve aqueles que estão distantes do Senhor e livre nossas famílias de todo mal. 

Para Professores: Ao final da aula ou no período de louvor, pedir que dois ou três orem pelas suas famílias, levando-os a terem experiências acerca do motivo do mês, que é a família.

Louvores Sugeridos: Com o Espírito de Deus em minha vida (154); Quando falo com Deus (17).

Pergunta para Crianças: Qual foi a resposta de Rebeca quando seus familiares perguntaram se ela queria ir para se casar com Isaque? Resposta: Ela foi decidida e disse “Eu irei”. “E chamaram a Rebeca, e disseram-lhe: Irás tu com este homem? Ela respondeu: Irei.” Gn 24:58.

Para Classes de Intermediários e Adolescentes

Tema: A Família

1ª Aula: Família, projeto de Deus

“Mas que irás à minha terra e à minha parentela e daí tomarás mulher para meu filho Isaque.” Gn 24:4 

O objetivo desta aula é mostrar que a família é um projeto de Deus, e devemos guardar nos nossos corações o que a Bíblia nos ensina sobre ela. 

Introdução

O mês de junho é separado pelo Senhor para orarmos pelas nossas famílias. A família é um projeto de Deus, e por isso precisamos saber quais os ensinos a Bíblia nos traz sobre ela. 

Quando Deus criou o homem, Ele viu que não era bom que o homem vivesse só (Gn 2:18). Então, Deus criou a mulher para ser ajudadora do homem, a sua companheira. Nesse momento Deus estabeleceu a família e os abençoou. 

A Bíblia nos conta alguns exemplos de servos que fizeram a boa escolha e atenderam à vontade do Senhor quando foram constituir, formar suas famílias. Hoje vamos aprender como foi o casamento de Isaque e o que Deus quer nos ensinar com essa história.

Desenvolvimento

Vocês se lembram de Abraão? Ele teve um filho chamado Isaque. Quando Abraão já estava idoso, ele se preocupou com quem seu filho iria se casar. Isaque não poderia se casar com qualquer moça. Ela deveria ser da mesma parentela, ou seja, do mesmo sangue. Com isso, teria os mesmos costumes que Isaque. 

Certo dia, Abraão chamou Eliezer, o servo mais velho e de sua total confiança, e pediu que ele fosse buscar uma noiva para Isaque no meio da sua família (Gn 24).

Eliezer fez conforme Abraão lhe ordenou. Viajou até Harã, onde os parentes de Abraão moravam. Chegando ali, orou para que Deus lhe desse um “bom encontro” e um sinal para que reconhecesse quem seria a moça escolhida para Isaque. Aquela que desse água a ele e aos seus camelos seria a escolhida (Gn 24:10-14). 

Antes mesmo que terminasse de orar, Eliezer avistou a jovem Rebeca vindo com seu cântaro (jarro de barro) buscar água na fonte. Eliezer correu ao seu encontro e lhe pediu um pouco de água. Ela logo se apressou e lhe deu água para beber. Também deu água aos seus camelos e ofereceu lugar para que ele passasse a noite. 

Rebeca era neta de Naor, irmão de Abraão. Que maravilha! Era da mesma parentela, ou seja, da mesma família. Eliezer não teve dúvidas de que tudo aquilo havia sido preparado por Deus. O que ele viu em Rebeca foi exatamente o sinal que pediu ao Senhor. 

Rebeca correu e contou para sua família tudo o que havia acontecido naquele “bom encontro”. Seu irmão, Labão, foi até Eliezer e disse: “Entra, bendito do Senhor”. 

Eliezer entrou e foi recebido pela família de Rebeca. Ele entregou presentes, contou todo o seu propósito e perguntou se a moça iria com ele para casar-se com Isaque. O pai e o irmão de Rebeca, diante de tudo aquilo, entenderam que havia um plano do Senhor e permitiram que Rebeca se casasse com Isaque.

Na manhã seguinte, Eliezer apressou-se em levar Rebeca ao encontro do noivo. O irmão e a mãe de Rebeca pediram que ela ficasse mais alguns dias com eles, mas Eliezer precisava voltar ao seu senhor (Gn 24:55-60). Então chamaram a Rebeca e perguntaram: “Irás tu com este varão?”. Ela respondeu: “Irei”. Rebeca não teve dúvidas, ela estava decidida.

Isaque e Rebeca se casaram e foram fiéis a Deus todos os dias das suas vidas, por isso o Senhor os abençoou grandemente. 

O mundo tem trazido muitos ensinos contrários à Palavra de Deus, inclusive sobre a formação da família. Muitos querem substituir a família que Deus criou (homem e mulher) através de ensinos pervertidos. Mas nós estamos firmados na Palavra de Deus, por isso não somos enganados. 

A Bíblia nos ensina como as famílias devem ser formadas: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” Gn 2:24. Esse é o plano de Deus para o homem e a mulher. Eles deixarão seus pais e se casarão, formando uma família. A Palavra de Deus não muda!

Por causa do pecado, muitos estão se afastando cada vez mais de Deus e por isso, não valorizam a família. Mas esse não é o propósito de Deus. Vamos orar pelas nossas famílias e crermos que Deus pode salvar nossos familiares, libertando-os dos vícios e do pecado. Se formos fiéis, Deus vai abençoar nossas famílias. Que possamos ser filhos obedientes e que possamos testemunhar do poder de Deus dentro das nossas casas, contando as bençãos que Deus tem nos dado.

Conclusão

A família é um projeto de Deus e os ensinos que estão na Bíblia sobre ela devem estar guardados nos nossos corações. Não vamos nos deixar levar por aquilo que o mundo tem ensinado. Lembre-se: “A Palavra de Deus não muda!”. 

Neste mês em especial, vamos orar por nossas famílias, para que o Senhor as preserve na Sua presença, salve aqueles que estão distantes do Senhor e livre nossas famílias de todo mal.

Para Professores: Ao final da aula ou no período de louvor, pedir que dois ou três orem pelas suas famílias, levando-os a terem experiências acerca do motivo do mês, que é a família.

Louvores Sugeridos: Com o Espírito de Deus em minha vida (154); Quando falo com Deus (17).

Pergunta para Intermediários: Onde Abraão ordenou que seu servo Eliezer buscasse uma noiva para seu filho Isaque? Resposta: No meio da sua parentela, da sua família. “Mas, irás à minha terra e à minha parentela, e daí tomarás mulher para meu filho Isaque.” Gn 24:4.

Pergunta para Adolescentes: Como a Palavra de Deus nos ensina que as famílias serão formadas? Resposta: Através da união de um homem e de uma mulher. “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” Gn 2:24.

 

Para Classes de Crianças de 3 a 7 anos

Tema: A Família 

2ª Aula: O poder de Jesus no meio da família

 “E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos.” Mc 5:41-42a

O objetivo desta aula é mostrar que Jesus opera milagres no meio da família, transformando a morte em vida. 

Introdução

Desde que Deus criou o homem, Ele mostrou como seria a família: o homem e a mulher se uniriam e o Senhor os abençoaria. A Bíblia nos conta vários exemplos de milagres que o Senhor Jesus operou no meio das famílias quando veio aqui neste mundo.

Desenvolvimento

Certa vez, um homem chamado Jairo se aproximou e ajoelhou aos pés de Jesus. Ele lhe pediu que fosse até sua casa e impusesse as mãos sobre sua filha, pois a menina estava muito doente. 

Jesus viu a tristeza daquele homem e atendeu ao seu pedido. Uma multidão foi seguindo a Jesus querendo ouvir e ver os Seus milagres. E no meio do caminho, chegaram algumas pessoas e disseram a Jairo: “Sua filha já morreu, não incomodes mais o Mestre”. 

Mas Jesus disse a Jairo: “Não temas, crê somente.”. Jairo creu naquela palavra e levou Jesus até sua casa. Lá, as pessoas estavam chorando muito. Então Jesus lhes disse: “Por que vocês estão chorando? A menina não está morta, mas dorme.”. E eles riram dele.

Jesus, porém, ordenou que aquelas pessoas saíssem, e levou o pai, a mãe da criança e os discípulos que estavam com Ele e até o lugar onde a menina estava deitada. E, tomando a mão da menina, disse-lhe: “Menina, a ti te digo, levanta-te”. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos. E todos ali ficaram muito admirados.

O que o Senhor quer nos ensinar através desse milagre? Como Jairo, nós vamos orar e pedir para que Jesus opere o milagre da salvação na vida dos nossos familiares. Vamos levar Jesus para dentro da nossa casa, da nossa família. Só Ele pode operar o milagre da salvação.

Muitas vezes enfrentamos problemas que não sabemos o que fazer, mas Jesus nos diz: “Não temas, crê somente”. Onde Jesus está presente, há alegria, paz, salvação. Aleluia! A Palavra de Jesus tem poder.

Conclusão

Como Jesus entrou naquela casa, Ele quer entrar na nossa vida, na nossa família e fazer o maior milagre, que é a Salvação. Para isso, precisamos convidá-lo para entrar na nossa casa.  Jesus ama as nossas vidas, as nossas famílias e está pronto para vencer as nossas batalhas. Creia no Seu poder e você verá as maravilhas que Ele vai operar.

Para Professores: Ao final da aula ou no período de louvor, pedir que dois ou três orem pelas suas famílias, levando-os a terem experiências acerca do motivo do mês, que é a família.

Louvores Sugeridos: Jesus cura e salva (81); Jesus é a nossa vitória (192).

Pergunta para Crianças: Qual o milagre Jesus operou na vida da filha de Jairo? Resposta: Ela tornou a viver. “... Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos.” Mc 5:41b-42a.

Para Classes de Intermediários e Adolescentes

Tema: A Família 

2ª Aula: O poder de Jesus no meio da família

 “E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos.” Mc 5:41-42a 

O objetivo desta aula é mostrar que Jesus opera milagres no meio da família, transformando a morte em vida. 

Introdução

Desde que Deus criou o homem, Ele mostrou como seria a família. Lembram da aula passada? O homem e a mulher se uniriam para formar uma família. 

A Bíblia nos conta vários exemplos de milagres que o Senhor Jesus operou no meio das famílias, quando veio aqui neste mundo. 

Desenvolvimento

Por onde Jesus passava, Ele operava milagres e maravilhas. As multidões se ajuntavam para ver e ouvir Jesus. 

Certa vez, Jesus estava à beira do mar da Galiléia e um homem chamado Jairo se aproximou e se prostrou aos Seus pés. Jairo implorou para que Jesus fosse até sua casa e impusesse as mãos sobre sua filha, pois a menina estava muito doente. 

Jairo era um homem importante, um dos principais da sinagoga. Mas ele não confiou em sua posição diante da sociedade. Ele foi em busca do Senhor Jesus, o único que poderia mudar a situação dentro da sua família.

Jesus viu a angústia daquele homem e foi até sua casa. Uma multidão foi seguindo a Jesus e o apertava, querendo ouvir e ver os Seus milagres (Mc 5:24). No meio do caminho, chegaram alguns religiosos, que ficavam à frente da sinagoga, e disseram a Jairo: “Sua filha morreu, não incomodes mais o Mestre” (Mc 5:35). 

Ao ouvir aquela triste notícia, Jesus disse a Jairo: “Não temas, crê somente.” Mc 5:36b. Mesmo diante de uma situação tão difícil, impossível aos olhos humanos, Jairo creu e levou Jesus até sua casa. Ao chegarem lá, havia um alvoroço, as pessoas choravam e se lamentavam.  E Jesus disse: “Porque vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.” Mc 5:39b. E as pessoas riram dele.

Jesus, porém, ordenou que aquelas pessoas saíssem, e tomou consigo o pai, a mãe da criança e os discípulos que estavam com ele e foi até o lugar onde a menina estava deitada. “E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos.” Mc 5:41-42a. E todos ali ficaram muito admirados. 

O que o Senhor quer nos ensinar através desse milagre na casa de Jairo? 

Como na casa de Jairo havia uma adolescente enferma, que logo depois veio a morrer, hoje vemos com tristeza muitos nas nossas famílias que estão enfermos espiritualmente. Se envolvem com as coisas deste mundo e não querem servir a Deus. O fim disso é a morte espiritual. 

Como Jairo foi até Jesus e clamou para que Ele fosse até sua casa, pois sua filha adolescente estava doente, nós vamos orar e pedir para que Jesus opere o milagre da salvação na vida dos nossos familiares. Vamos levar Jesus para dentro da nossa casa, da nossa família. Só Ele pode operar o milagre da salvação.

Os dias são difíceis e muitas vezes enfrentamos situações que não sabemos o que fazer, às vezes são enfermidades, problemas financeiros, familiares que ainda não conhecem ao Senhor e tantos outros problemas.  Quantas vozes desse mundo se levantam para impedir que Jesus vá até a nossa casa (“Sua filha morreu, não incomodes mais o Mestre”), mas Jesus nos diz: “Não temas, crê somente.”. 

Muitas vezes, testemunhamos para as pessoas que o Senhor Jesus pode operar o impossível aos olhos do homem. Muitos riem de nós, porque não conseguem enxergar o que é espiritual, mas quando estamos no corpo (igreja) e temos uma família de oração, não há batalha perdida, porque o Mestre (Jesus) vem ao nosso encontro e mostra o Seu poder diante da nossa batalha.

Quando Jesus entrou naquela casa, aquela menina, que estava morta, voltou a viver. Através da salvação em Jesus, o homem sai da morte eterna para a vida eterna. Onde Jesus está presente, não há morte. Se Jesus habita no nosso lar, há experiências, salvação, tudo muda. Aleluia! A Palavra de Jesus tem poder.

Conclusão

Neste mês em especial, estamos orando por nossas famílias. Não há o que temer. Como Jesus entrou naquela casa, Ele quer entrar na nossa vida, na nossa família e operar o maior milagre, que é a Salvação. Para isso, precisamos convidá-lo para entrar na nossa casa. Creia no poder de Jesus e você verá as maravilhas que Ele vai operar na sua vida e na sua família.

Para Professores: Ao final da aula ou no período de louvor, pedir que dois ou três orem pelas suas famílias, levando-os a terem experiências acerca do motivo do mês, que é a família.

Louvores Sugeridos: Jesus cura e salva (81); Jesus é a nossa vitória (192).

Pergunta para Intermediários: O que Jesus respondeu as pessoas que estavam chorando na casa de Jairo? Resposta: “Por que vos alvoraçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.” Mc 5:39b.

Pergunta para Adolescentes:  O que Jesus disse a Jairo quando os religiosos deram a notícia que sua filha estava morta e pediram para ele não incomodar mais a Jesus? Resposta: “Não temas, crê somente.” Mc 5:36b.

 

Para Classes de Crianças de 3 a 7 anos

Tema: A Família

3ª Aula: A família de Moisés 

“Pela fé, Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei.” Hb 11:23 

O objetivo desta aula é levar as classes a entenderem que, através da fidelidade dos Seus servos, Deus opera grandes livramentos e concede grandes bênçãos às famílias.

Introdução

O desejo de Deus sempre foi e continua sendo abençoar as famílias. Hoje vamos ver como Deus abençoou a família de Moisés.

Desenvolvimento

Durante muitos anos o povo de Deus ficou escravizado no Egito. Vocês se lembram o que é ser escravo? É ter de trabalhar muito, ser maltratado e não receber nenhum salário. Ser escravo é muito ruim, não é mesmo? Foi nesse período que Moisés nasceu. 

O pai de Moisés se chamava Anrão e sua mãe Joquebede. A Bíblia diz que a mãe de Moisés o escondeu por três meses. Quando já não podia mais escondê-lo, preparou com muito cuidado uma arca (cesto) de juncos e a betumou por dentro e por fora. O betume é um óleo grosso muito usado naquela época em barcos para que a água não entrasse. 

Joquebede colocou seu filho naquele cesto e o deixou na beira do rio. Miriã, a irmã de Moisés, ficou de longe vigiando o que iria acontecer. Então a filha de Faraó foi ali perto para tomar banho. De repente, ela viu o cesto e mandou que o pegassem. Quando viu aquele lindo bebê chorando ela disse: “Esse é um menino do povo de Israel.”. E ela quis ficar com ele. 

Miriã chegou na mesma hora e perguntou se ela queria alguém para amamentar e cuidar do bebê e ela concordou. Miriã chamou a sua própria mãe, Joquebede. A filha de Faraó lhe disse: “Leve este menino e o crie para mim, que eu te pagarei pelo seu trabalho”. Que benção!

Enquanto ficou com Moisés, Joquebede lhe ensinou acerca do Deus verdadeiro e que ele era do povo de Israel. Esse ensino seria proteção para Moisés. Após ser desmamado, Moisés foi adotado pela filha de Faraó e cresceu no palácio. Ao se tornar adulto, escolheu ir embora do Egito. Deus o usou com poder para libertar Seu povo da escravidão e sua família foi abençoada.

Assim como Moisés, muitos de vocês têm os pais, avós ou outros familiares que servem ao Senhor. Vejam que bênção! Eles têm sido usados por Deus para que vocês sejam livres deste mundo mal, para que vocês cresçam na igreja, ouvindo a Palavra de Deus, tendo salvação. 

Moisés foi colocado num cesto betumado, o betume representa, o Espírito Santo que nos protege dos maus ensinos deste mundo. Vamos sempre clamar pelo Sangue de Jesus, que limpa nossa mente e coração das coisas erradas deste mundo. Como Moisés, vocês estão neste mundo, que é o Egito, mas vocês não são deste mundo. Vocês são de Deus! 

Conclusão

Em breve Jesus voltará, e Ele quer salvar você e sua família. Como Moisés, vamos fazer a boa escolha: fazer parte do povo de Deus e assim seremos arrebatados. Maranata! Jesus vem!

Louvores Sugeridos: Do alto céu (50); O dia do Senhor virá (70).

Pergunta para Crianças: O que a mãe de Moisés fez para protegê-lo do rio? Resposta: Colocou Moisés em um cesto betumado. “...tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à margem do rio.” Êx 2:3.

Para Classes de Intermediários e Adolescentes

Tema: A Família

3ª Aula: A família de Moisés 

“Pela fé, Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei.” Hb 11:23 

O objetivo desta aula é levar as classes a entenderem que, através da fidelidade dos Seus servos, Deus opera grandes livramentos no meio das famílias e nos usa com poder na Sua Obra. 

Introdução

O desejo de Deus sempre foi e continua sendo abençoar as famílias. Hoje vamos ver como Deus abençoou a família de Moisés através da fidelidade deles ao Senhor.

Desenvolvimento

Durante muitos anos o povo de Deus ficou escravizado no Egito, vivendo sob o jugo pesado de Faraó. Para enfraquecer ainda mais o povo de Israel, Faraó fez um decreto, que era uma ordem que ninguém poderia desobedecer. A ordem terrível era: todos os meninos do povo de Israel que nascessem seriam mortos. Foi nesse período que Moisés nasceu. 

Moisés era filho de Anrão e Joquebede, da tribo de Levi. Quando nasceu, seus pais não temeram a ordem de Faraó e lutaram para livrar seu filho da morte. E Deus os honrou, operando um grande livramento. A Bíblia diz que a mãe de Moisés o escondeu por três meses. Quando já não podia mais escondê-lo, preparou cuidadosamente uma arca (cesto) de juncos e a betumou por dentro e por fora. Assim, as águas do rio Nilo não o afogariam.

Por que ela usou o betume? O betume é um óleo grosso (petróleo) que era muito usado naquela época para vedar os barcos. Assim, poderiam navegar no rio Nilo sem que as águas entrassem. 

Joquebede colocou seu filho naquele cesto e o deixou entre os juncos, na beira do rio. Miriã, a irmã de Moisés, ficou de longe vigiando o que iria acontecer. A filha de Faraó foi perto daquele local para tomar banho. De repente, viu o cesto no meio da moita de juncos e mandou que o pegassem. Quando viu aquele lindo bebê chorando, se comoveu muito e disse: “Esse é um menino hebreu.”. Ela quis ficar com ele. 

Miriã chegou na mesma hora e se prontificou em chamar uma mulher das hebréias para amamentar e cuidar do menino. Ela foi logo e chamou a sua própria mãe, Joquebede. A filha de Faraó lhe disse: “Leve este menino e o crie para mim, que eu pagarei pelo seu trabalho.”. 

Joquebede levou o menino e o criou até que ele ficasse grandinho e fosse desmamado. Ela teve a oportunidade de ensinar para seu filho acerca do único Deus, o Deus verdadeiro. Certamente, lembrou ao menino que ele iria morar no palácio de Faraó, mas ele não era egípcio, mas hebreu. Moisés cresceu sabendo que fazia parte do povo escolhido por Deus. Esse ensino seria proteção para Moisés.

Após ser desmamado, Joquebede o levou para a filha do rei, que o adotou como filho. Assim, Moisés cresceu no palácio de Faraó. Que maravilhoso foi o plano de Deus para livrar Moisés da morte! Moisés foi preservado por Deus, tendo aprendido tudo acerca do Deus vivo com sua mãe e, no momento certo, fez a boa escolha e não hesitou em servir ao Senhor.

Quando se tornou adulto, Moisés escolheu ir embora do Egito e não temeu a ira de Faraó. Preferiu sofrer com o povo de Deus em vez de gozar, por pouco tempo, os prazeres do pecado. Preferiu as riquezas celestiais do que os tesouros do Egito (Hb 11:24-29). E assim, Deus o usou com poder para libertar Seu povo da escravidão do Egito. Não só Moisés, mas toda a sua família foi abençoada por Deus.

O que Deus quer nos ensinar com essa história? O mundo tem decretado a morte espiritual das crianças, intermediários e adolescentes. São muitos os ensinos malignos para que vocês  cresçam distantes do Senhor, sem comunhão com Deus. Mas saibam que vocês são povo escolhido de Deus e Ele tem um projeto para preservá-los em vida. 

Como os pais de Moisés foram usados por Deus para que ele fosse livre da morte, muitos de vocês têm os pais, avós ou outros familiares que servem ao Senhor. Vejam que bênção! Eles têm sido usados por Deus para que vocês sejam livres deste mundo mal, para que vocês cresçam na igreja, ouvindo a Palavra de Deus. Assim, vocês estão tendo a oportunidade de alcançar a salvação em Jesus, de alcançar vida eterna. 

Moisés foi colocado num cesto betumado por dentro e por fora para que as águas do rio Nilo não entrassem e o afogasse. O betume representa, profeticamente, o Espírito Santo que nos protege das águas sujas deste mundo. 

Só o Espírito Santo pode impedir que os ensinos malignos deste mundo entrem na nossa mente e coração. Somente Ele santifica a nossa vida, nos preservando na presença do Senhor. “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” Jo 14:26.

No nosso dia a dia, vamos sempre clamar pelo Sangue de Jesus. Ele purifica nossa mente e coração das coisas deste mundo. O Sangue de Jesus representa o Espírito Santo derramado sobre nós. É ele quem preserva a nossa comunhão com Deus e não permite que sejamos contaminados com o pecado. 

Como Moisés aprendeu que ele estaria no palácio de Faraó, mas ele não era egípcio, ele era hebreu, saibam que vocês estão neste mundo, que é representado pelo Egito, mas vocês não são deste mundo. Vocês são de Deus. O apóstolo João nos diz que: “Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.” I Jo 5:19.

Conclusão

Em breve Jesus voltará e Ele quer livrar a sua vida e a sua família do juízo que virá sobre este mundo. O mundo não quer que sirvamos ao Senhor, porém, através da ação do Espírito Santo nas nossas vidas, seremos preservados e viveremos eternamente com o nosso Deus. Como Moisés, vamos fazer a boa escolha: fazer parte do povo de Deus, da igreja do Senhor e assim seremos arrebatados no grande dia do Senhor. Maranata! O Senhor Jesus vem! 

Louvores Sugeridos: Do alto céu (50); O dia do Senhor virá (70).

Pergunta para Intermediários: O que os pais de Moisés fizeram quando ele nasceu? Resposta: Não temeram a ordem de faraó e o livraram da morte. “Pela fé, Moisés, já nascido, foi escondido três meses por seus pais, porque viram que era um menino formoso; e não temeram o mandamento do rei.” Hb 11:23.

Pergunta para Adolescentes: O que representa o betume que foi colocado no cesto de Moisés, para que ele não afundasse nas águas do rio Nilo? Resposta: Representa o Espírito Santo que impede que os ensinos malignos entrem na nossa mente. “...tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à margem do rio.” Êx 2:3.

 

 

 

Para Classes de Crianças de 3 a 7 anos

Tema: A família

4ª Aula: A família no “tempo do breve”

“E Moisés estendeu a sua mão para o céu, e houve trevas espessas em toda a terra do Egito por três dias. Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas habitações.” Ex 10:22-23

O objetivo desta aula é mostrar às classes que estamos vivendo o “tempo do breve” e o propósito de Deus é operar salvação em toda a nossa família. 

Introdução

Neste mês estamos orando pelas nossas famílias. Hoje vamos aprender um ensino maravilhoso, através da história da saída do povo de Israel do Egito. 

Desenvolvimento

Como já vimos, o povo de Israel estava escravizado no Egito. Diante de tanto sofrimento, o povo clamou a Deus e Ele os ouviu. Moisés foi preservado da morte e foi levantado por Deus para libertar Seu povo do Egito. Moisés foi até Faraó e deu o recado de Deus: “Deixa o meu povo ir”. 

Será que Faraó deixou o povo ir? Não! Ele queria que o povo continuasse escravo, trabalhando para ele. Então, Deus mostrou o Seu poder a Faraó e a todo o Egito, enviando dez pragas, que foram sinais para Faraó e todos os moradores do Egito.

Na praga de número nove, Deus enviou uma grande escuridão sobre o Egito. Ninguém conseguiu enxergar nada por três dias. Mas havia uma diferença: na casa dos filhos de Israel havia luz. Aleluia! Como Deus orientou, as famílias se reuniram em suas casas aguardando e se preparando para o grande dia: a saída do Egito (da escravidão) rumo à terra que Deus prometera.

Como o povo de Israel, nós vivemos o momento da partida. Jesus em breve voltará! Vemos com tristeza muitas famílias em trevas, sem paz, sem direção, mas os servos de Deus têm a luz. Essa luz, que é Jesus, quer estar dentro do nosso lar, no meio da nossa família. 

Da mesma forma que Deus cuidou das casas do Seu povo no Egito, Deus quer cuidar da minha, da sua família. Ele quer salvar os nossos familiares e trazer paz para os nossos lares. O Senhor Jesus nos deixou uma promessa acerca da família: “Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa.” At 16:31b. (Contar a experiência que está narrada na aula de adolescentes).

Como você pode ser usado para que a luz de Jesus resplandeça dentro do seu lar? Quando você reserva um tempo para ler a Bíblia, orar, cantar louvores. Quando você honra seus pais, sendo filho obediente. Quando você procura viver bem com seus irmãos, sem ficar brigando. Agindo assim, a luz de Jesus vai brilhar em sua vida e resplandecer sobre sua família e sua casa. Jesus disse: “Vós sóis a luz do mundo”! 

Conclusão

Neste momento de trevas, Deus quer abençoar as nossas famílias. Vamos orar, falar do amor de Deus para nossos familiares e vamos convidá-los para irem aos cultos. Não vamos perder tempo, pois Deus tem pressa em salvar. Vivemos o “tempo do breve”. Jesus em breve voltará!

Louvores Sugeridos: Os dias estão passando (211); Eu quero ser o sal da terra (31).

Pergunta para Crianças: Nas casas do povo de Israel havia luz. Quem é a luz? Resposta: Jesus. “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” Jo 8:12.

Para Classes de Intermediários e Adolescentes

Tema: A família

4ª Aula: A família no “tempo do breve”

“E Moisés estendeu a sua mão para o céu, e houve trevas espessas em toda a terra do Egito por três dias. Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas habitações.” Ex 10:22-23 

O objetivo desta aula é mostrar às classes que estamos vivendo o “tempo do breve” e o propósito de Deus é operar salvação em toda a nossa família. 

Introdução

Neste mês estamos orando pelas nossas famílias. Na aula passada, vimos como Deus livrou a Moisés da morte e o levantou para tirar o Seu povo do Egito. Hoje vamos aprender, através da história da saída do povo de Israel do Egito, qual é o momento profético que estamos vivendo e como Deus tem pressa em salvar nossas famílias. 

Desenvolvimento

Já aprendemos que o povo de Israel foi escravizado no Egito. A vida de escravo não é nada fácil! Os israelitas foram obrigados a construir as cidades de Pitom e Ramessés, onde Faraó guardava os seus tesouros (Êx 1:11). Porém quanto mais eram maltratados, mais eles tinham uma promessa viva nos seus corações: “Aqui não é nosso lugar”. Eles sabiam que Deus lhes dera por herança a terra prometida: Canaã. 

O povo de Israel clamou a Deus e Ele os ouviu. Moisés foi preservado da morte e foi levantado por Deus para libertar Seu povo do Egito. 

Atendendo a ordem do Senhor, Moisés foi até Faraó e deu o recado de Deus: “Deixa o meu povo ir”. Será que Faraó deixou o povo ir? Não! Ele queria que o povo continuasse escravo, amassando barro e fazendo tijolos. Então, Deus mostrou o Seu poder a Faraó e a todos os moradores do Egito, enviando dez pragas que foram juízos para mostrar que o momento da saída do povo de Israel se aproximava. 

Na penúltima praga Deus deu uma ordem a Moisés: “Estende a tua mão para o céu, e virão trevas sobre a terra do Egito, trevas que se apalpem.” Êx 10:21b. E assim aconteceu. 

Ninguém no Egito conseguia enxergar nada. Por três dias não se via um ao outro e ninguém saiu do lugar. Mas havia uma diferença: as trevas estavam sobre o Egito, mas na casa dos filhos de Israel havia luz. As famílias estavam reunidas dentro de casa, conforme as orientações que Deus deu a Moisés, aguardando e se preparando para o grande dia: a saída do Egito (da escravidão) rumo à terra que Deus prometera.

Tudo o que aconteceu com o povo de Israel na saída do Egito é profético, ou seja, aponta para o que está acontecendo nos nossos dias. Toda a Palavra de Deus é profética!

Este mundo que vivemos representa o Egito. Assim como o povo de Deus estava no Egito, mas não pertencia ao Egito, nós também estamos de passagem neste mundo, mas não somos deste mundo. Aqui não é nosso lugar. 

Como o povo de Israel, nós vivemos o momento da partida. Esse é o momento profético que nós chamamos de “tempo do breve”. Jesus em breve voltará! 

Quando se aproximava o momento da saída do povo, houve densas trevas sobre todo o Egito. Hoje não é diferente. Vivemos o momento que se aproxima da saída da igreja fiel deste mundo. A Bíblia diz que nos últimos dias, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriaria (Mt 24:12). Muitos até abandonam suas famílias por causa do pecado. Não valorizam a família que Deus lhes deu. 

Muitos filhos, por não terem Jesus vivo em seus corações, nem conversam com seus pais e irmãos. Só ficam trancados no quarto com seu celular vendo coisas oprimidas na internet. Seus corações só têm lugar para músicas mundanas, jogos oprimidos, para ver coisas que não agradam a Deus na internet. Há brigas, ciúmes entre os irmãos, desobediência aos pais. 

Vemos com tristeza muitas famílias em trevas, sem paz, sem direção, mas os servos de Deus têm a luz. Essa luz, que é Jesus, quer estar dentro do nosso lar, no meio da nossa família (Jo 8:12).  

Deus tem se preocupado com as nossas famílias. Da mesma forma que Deus cuidou das casas do Seu povo no Egito, não deixando faltar a luz, Deus quer cuidar da minha, da sua família. Ele quer salvar os nossos familiares e trazer paz para os nossos lares. O Senhor Jesus nos deixou uma promessa acerca da família: “Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa.” At 16:31b.

Experiência: Uma criança sempre orava pela salvação de seu pai, que não gostava que ela e a mãe fossem à igreja. Num domingo à noite, quando se arrumava para ir à igreja, o pai disse que também iria. Ele foi, viu as crianças cantando, orando e teve a certeza de que ali era o lugar que ele queria que sua filha ficasse. Ele aceitou o Senhor e passaram a ir juntos para os cultos. 

Como você pode ser usado para que a luz de Jesus resplandeça dentro do seu lar, como ocorreu com essa criança? Quando você reserva um tempo para ler a Bíblia, orar, cantar louvores. Quando você honra seus pais, sendo filho obediente. Quando você procura viver bem com seus irmãos, sem ficar brigando. Agindo assim, a luz de Jesus vai brilhar em sua vida e resplandecer sobre sua família e sua casa. Jesus disse: “Vós sóis a luz do mundo” (Mt 5:14). 

Conclusão

Nesse momento de trevas, Deus quer abençoar as nossas famílias. Vamos orar, falar do amor de Deus para nossos familiares e vamos convidá-los para irem aos cultos. Não vamos perder tempo, pois Deus tem pressa em salvar. Vivemos o “tempo do breve”. Jesus em breve voltará!

Louvores Sugeridos: Os dias estão passando (211); Eu quero ser o sal da terra (31).

Pergunta para Intermediários: Qual a diferença entre as casas dos egípcios e as casas do povo de Deus quando veio a praga das trevas sobre o Egito? Resposta: Nas casas dos egípcios havia trevas e nas casas do povo de Deus havia luz. Jesus é a luz que ilumina as trevas dos nossos corações. “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” Jo 8:12.

Pergunta para Adolescentes: Quando estava perto do povo sair do Egito, qual foi a penúltima praga que Deus enviou sobre o Egito e o que ela representa? Resposta: A praga das trevas, que representa o pecado, que leva o homem à morte eterna. “E Moisés estendeu a sua mão para o céu, e houve trevas espessas em toda a terra do Egito por três dias. Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas habitações.” Ex 10:22-23. 

 

 

Sobre o Trabalho de CIAs

As orientações dadas pelo Senhor, consolidadas neste site, têm por objetivo promover o aperfeiçoamento do trabalho de crianças, intermediários e adolescentes como forma de apoio aos professores e pastores vinculados à Igreja Cristã Maranata.

Contato

Rua Torquato Laranja, 92, Centro, Vila Velha - ES, CEP 29100-370

+55(27) 3320-3400
+55(27) 3320-3401

contato@institutoicm.org.br

Copyright © 2021 - Instituto Bíblico – Igreja Cristã Maranata

TOP